Profissionais

COPRODUÇÃO

ENTRE A FRANÇA E O BRASIL

 A COPRODUÇÃO COM A FRANÇA

Em 2016, 716 filmes de 49 diferentes países foram lançados nas salas francesas. Além disso, a França participou de 124 coproduções internacionais com 40 diferentes países. Esses filmes podem contar com a difusão em um parque exibidor com 5842 telas. Milhares de técnicos franceses qualificados trabalharam em 364 filmes e em 4.864 horas de programas de televisão. A animação francesa, que é consideravelmente conhecida ao redor do mundo, produziu 388 horas de programas e lançou 35 longas-metragens em 2016.

Durante várias décadas, os mecanismos do CNC (Centre national du cinéma et de l'image animée) têm apoiado autores de todas as origens. Em 2016, os filmes realizados em coprodução representaram 43,8% dos filmes auxiliados pela instituição com um total de 317,6 milhões de euros. A França possui ferramentas de incentivo público muito eficientes gerenciadas pelo CNC. No país, há uma distinção histórica entre filmes para o cinema e obras audiovisuais.

No que se refere ao audiovisual, a coprodução é menos regulamentada, mesmo que na França exista vontade política em defesa do desenvolvimento de acordos bilaterais.

Os filmes e obras audiovisuais coproduzidos pela França possuem reputação de qualidade nos mercados internacionais. Os que comercializam o cinema e o audiovisual francês são em sua grande maioria bastante experientes na prática de coprodução e na cadeia de distribuição:

  • Por beneficiarem-se do intercâmbio de conhecimentos técnicos e artísticos

  • Por beneficiarem-se de mecanismos estrangeiros de incentivo público (complementares aos brasileiros em alguns casos)

  • Por beneficiarem-se do acesso ao mercado internacional, o que facilita as coproduções

  • Por dividir os riscos (de financiamento e orçamento)

O CNC é o principal órgão nacional de apoio ao audiovisual na França. Em 2016, os filmes de coprodução representaram 43,8% dos filmes auxiliados pela instituição com um total de 317,6 milhões de euros.

QUE É QUE A FRANÇA TEM A OFERECER?

 

       Professionais competentes: A França possui profissionais competentes para cada setor do audiovisual. O perfil de técnicos, artistas e figurantes pode ser encontrado na plataforma online Film France. É possível contar com uma rede especialmente desenvolvida de produtores independentes atuantes no setor audiovisual agrupados em associações trabalhistas como a SPI, USPA, SPFA ou APC (contatos: http://www.cnc.fr/web/fr/organismes-professionnels).

        Uma geografia diferente: A França possui uma área 12 vezes menor que a do Brasil, no entanto, existe uma incrível diversidade de lugares e paisagens entre as belas ruas de Paris, os milhares de vilarejos tradicionais, as falésias da Normandia, passando pela Côte d'Azur, pela Duna de Pyla, pelas praias da Martinica, pelos vulcões de Auvergne ou ainda pelos grandiosos Alpes. Mais de 20 000 locações em potencial e 36 film commissions ao redor de toda a França estão catalogadas na plataforma online Film FranceUma diversidade de mecanismos de financiamento público: os mecanismos disponíveis através do CNC e das regiões francesas são o resultado de uma longa experiência e se adequam a cada fase da produção de um filme ou de um programa de TV, do desenvolvimento de um projeto à pós-produção.

        Um mercado do curta-metragem: A França é um dos únicos países em que existem obrigações de difusão do formato.

        Estúdios de animação reconhecidos no mercado internacional.

        Uma rede de associações de produção transmídia conhecidas mundialmente.

 

O ACORDO DE COPRODUÇÃO FRANÇA-BRASIL (CINEMA)

A França dispõe de 56 acordos bilaterais de coprodução no campo do cinema.

O acordo entre a França e o Brasil foi assinado no dia 6 de fevereiro de 1969 e renovado três vezes, nos dias 14 de outubro de 1985, 18 de maio 2010 e 8 de maio de 2017 (para extensão ao audiovisual).

O acordo de coprodução franco-brasileiro permite que um filme obtenha a dupla nacionalidade, brasileira e francesa, com uma participação minoritária (financeira e artística) de pelo menos 20%. Cabe lembrar que, por ter dupla nacionalidade adquirida, um filme coproduzido pode ter acesso aos sistemas de apoio nos dois países.

Do lado francês, para filmes brasileiros, as vantagens são as seguintes: 
acesso ao fundo de apoio automático destinado ao produtor (percentual em função do número de pontos obtidos a partir de uma tabela financeira específica); 
acesso ao fundo de apoio destinado ao distribuidor; 
acesso às quotas de difusão das emissoras de televisão europeias.

Do lado brasileiro, para filmes franceses, as vantagens são as seguintes: 
acesso às leis de incentivo fiscal (lei do audiovisual e lei Rouanet); 
acesso às quotas de filmes brasileiros no circuito comercial nacional; 
acesso às quotas de difusão das emissoras de televisão por assinatura brasileiras, ou seja, se um filme francês figura no acordo de coprodução, é considerado como um filme brasileiro;

A repartição entre as produções majoritárias francesas e brasileiras está a favor dos filmes de iniciativa brasileira. Quase todas as colaborações têm sua origem no Brasil. Essa desproporção se explica facilmente pela diferença dos orçamentos médios entre os dois países.

Vários filmes são feitos em colaboração, fora da coprodução oficial (Diários de motocicleta de Walter Salles, Cidade de Deus de Fernando Meirelles, Última parada 174 de Bruno Barreto, Aquarius de Kleber Mendonça Filho por exemplo).

 

AIDE AUX CINÉMAS DU MONDE (EX-FONDS SUD CINÉMA) (CINEMA)

Criada em 2012, a Aide aux cinémas du monde é uma ajuda seletiva dedicada aos diretores estrangeiros. Este fundo atende projetos de filmes de ficção, animação ou documentários de criação destinados à exibição em salas comerciais na França e no exterior. A meta é de incentivar coproduções internacionais que promovam a diversidade cultural.

O fundo é dividido em dois subsídios: um subsidio de “pré-gravação” que vai até 250 000 Euros, recebido pelas produtoras francesas para cobrir os custos de produção e pós-produção. Os projetos candidatos que não receberam o subsídio de “pré-gravação” podem concorrer durante a edição do filme ao subsidio de “pós-gravação” que vai até 50.000 Euros.

Os projetos estão selecionados por um comitê de profissionais que se encontram 4 vezes por ano. Esse comité atua em 2 subcomitês (colégios):

  • o primeiro é dedicado aos primeiros e segundos longas-metragens

  • o segundo é dedicado aos diretores com mais experiência

Condições: Os critérios são a qualidade artística e a propensão a apresentar pontos de vistas originais. O contexto econômico do país onde será gravado o filme é também levado em consideração.

Cerca de 50 projetos são apoiados por ano. Lembramos que o subsídio pode ser recebido somente pelo coprodutor francês.

CONTATOS

Magalie Armand

Chefe de departamento

tél. 01 44 34 38 82

magalie.armand@cnc.fr


 

Chrystelle Guerrero

Encarregada do auxílio Aide aux cinémas du monde e dos fundos bilaterais

tél. 01 44 34 34 29

chrystelle.guerrero@cnc.fr

 

Béatrice Rodenbour

Encarregada dos dispositivos de auxílio e da cooperação internacional

tél. 01 44 34 35 46

beatrice.rodenbour@cnc.fr

 

Cyril De Mongreville

cyril.demongreville@cnc.fr

ACM DISTRIBUTION (CINEMA)

Iniciado em 2015, o ACM Distribution é um dispositivo destinado a apoiar e promover a distribuição e a circulação internacional das coproduções realizadas com um país extra europeu.

O montante de ajuda pode chegar a 60 mil euros por projeto, não podendo ultrapassar 50% dos gastos com a distribuição. No entanto, esta taxa pode chegar a 80% se for o primeiro ou segundo longa-metragem do realizador, se os filmes forem coproduzidos com um país cuja indústria cinematográfica seja mais frágil ou se o orçamento final da obra for menor ou igual a 1,25 M€.

Condições: para receber o fundo as obras devem ter sido coproduzidas por um país membro da zona MEDIA (entre 25% a 70% de participação na coprodução para longas de ficção ou animação e entre 20 e 70% para os documentários) e outro estabelecido fora da MEDIA ou da Eurimages. O ACM Distribuição não pode ser acumulado (por uma mesma obra em um mesmo território de distribuição) com um apoio similar à distribuição de outro fundo de coprodução apoiado pela MEDIA (Torino Film Lab Distribution, IDFA...).

CONTATO

Joséphine Vinet

tel. 01 44 34 36 88

josephine.vinet@cnc.fr

GRAVAR E CRIAR NA FRANÇA SEM COPRODUZIR: “INCENTIVO FISCAL PARA PRODUÇÕES INTERNACIONAIS” (CINEMA E TV)

Crédito de Imposto Internacional é um programa do CNC que apoia obras iniciadas por empresas estrangeiras, cuja totalidade ou parte da produção seja realizada na França.

O auxílio é concedido pelo CNC à empresa francesa responsável pela produção executiva (line producer) da obra na França. A redução de imposto é equivalente a 30% do orçamento da obra – existem despesas elegíveis para calcular o orçamento, e pode chegar até 30 milhões de Euros por obra.

Em janeiro de 2017, o gasto mínimo que as produtoras estrangeiras deveriam realizar na França para poderem se candidatar ao C2I foi reduzido de €1 milhão para €250 mil. Esta redução torna a proposta atraente para os projetos brasileiros, incluindo as novelas, que pretendam ser rodados na França. 

          c2i descrição geral (em português) 

          c2i no site do CNC c2i no site da Film France filmfrance.net

Condições: o projeto deve provar despesas elegíveis de no mínimo 250 mil Euros na França. Deve ter pelo menos cinco dias de gravação na França, no caso das obras de ficção. As obras devem conter elementos relacionados à cultura, ao patrimônio e/ou ao território francês ou europeu.

CONTATOS

Pierre-Marie Boyé

tél. 01 44 34 37 48

pierre-marie.boye@cnc.fr

Caroline Malécot

tél. 01 44 34 13 62

caroline.malecot@cnc.fr

Baptiste Heynemann

tél. 01 44 34 35 34

baptiste.heynemann@cnc.fr


 

FILM FRANCE

A Comissão nacional Film France é uma associação que tem como missão principal favorecer atividades de filmagens e de pós-produção de filmes de cinema, televisão ou publicitários, na França. Film France é o primeiro interlocutor dos profissionais estrangeiros que desejam filmar no país. Ela ajuda na pesquisa de locações, permite o encontro de soluções logísticas em termos de alojamento, transportes e fornecedores, e também de uma perícia jurídica. Ligada às organizações profissionais, Film France é capaz de fornecer informações imprescindíveis à boa organização dos castings e de figurações. Financiada majoritariamente pelo CNC, Film France federa 36 escritórios de atendimento para filmagens espalhados em toda a França.

CONTATO

Film France
9, rue du Chateau d'eau, 75010 Paris France
Tél. : +1 53 83 98 98
film@filmfrance.net

CINEMA NA FRANÇA

DADOS GERAIS

EXIBIÇÃO

 

  2013 2014 2015 2016
Público (em milhões) 193,7 209,1 205,4 213,1
Market share filmes franceses (público) 33,8 % 44,5% 35,7% 35,8%
Market share filmes EUA 54% 44,9% 51,2% 52,9%
Lançamentos 654 663 653 716
Lançamentos franceses** 330 343 322 364
Salas de exibicão 5588 5647 5741 5842
Número de complexos 2026 2020 2033 2044
Complexos equipados para a projeção 3D 1171 1187 1191 1212

Fonte: relatório CNC 2016

Fonte: relatório CNC 2016

 

CINEMA FRANCÊS NO BRASIL

 

Fonte: Unifrance

 

CINEMA BRASILEIRO NA FRANÇA

Filmes brasileiros exibidos em exclusividade nas salas de cinema na França :
* resultados registrados o ano de estreia nas salas
Fonte: CNC

Ano Número de
filmes brasileiros
2010 2
2011 3
2012 5
2013 2
2014 8
2015 5
2016 7

 

 

Entradas (milhões)
* resultados registrados o ano de estreia nas salas

Ano Entradas
(Milhões)
2010 0
2011 0
2012 0
2013 0
2014 0,3
2015 0,2
2016 0,2

 

 

Receitas (Milhões)
* resultados registrados o ano de estreia nas salas

Année Receitas guichê (M€)
2010 0,1
2011 0,1
2012 0,1
2013 0
2014 1,5
2015 1
2016 1,3

 


 

Sessões
* resultados registrados o ano de estreia nas salas

Ano Sessões(Milhares)
2010 1,3
2011 1,8
2012 1,1
2013 0,9
2014 17,2
2015 13,1
2016 15

 

 

INSTITUIÇÕES PRINCIPAIS

ASSOCIAÇÕES PROFISSIONAIS

CST - Commission Supérieure de l'Image et du Sons - Cuida da qualidade de produção e divulgação das imagens e do som (TV, cinema e outro mídia).
ADEF - Association des Exportateurs de Films - Reúne todos os exportadores franceses delonga metragem.
AFCA - Association Française du Cinéma d'Animation - Promove o cinema autoral de animação.

Lista ampla de sindicatos e associações profissionnais no site do CNC
cnc.fr/web/fr/organismes-professionnels

ANIMAÇÃO

A França é líder na Europa em volume de produção de animação com 285 horas de programas audiovisuais produzidas em 2015.

O sucesso se explica pela qualidade das escolas francesas. Escolas como Gobelins, Rubika (marca que reúne Supinfocom e Supinfogame) e La Poudrière são responsáveis pelo já conhecido “French Touch”.

As políticas de financiamento também explicam tal dinamismo. Os recursos oferecidos pelo Centre National du Cinéma et de l’Image Animée (CNC), dão aos produtores um aporte financeiro relevante, que se completa com a obrigatoriedade dos canais de TV de financiarem a produção nacional e, portanto, a criação. Entre 2007 e 2016, 79 filmes de animação receberam auxílio da instituição. Somente em 2016, foram 10 obras de animação apoiadas com um total de 72,6 M€.

O desempenho do setor permitiu que a França se posicionasse no mercado internacional, onde se tornou referência. A cidade de Annecy organiza anualmente o maior mercado e o maior festival de animação do mundo. Além disso, o MIFA (Marché International du Film d’Animation) também acontece todo ano, paralelamente ao Festival de Animação de Annecy, atraindo criadores, vendedores e distribuidores vindos de todo o mundo.

DADOS ECONÔMICOS DA ANIMAÇÃO FRANCESA

Cinema

Fonte: CNC, Le marché de l’animation en 2016

 


 

Audiovisual

Fonte: CNC, Le marché de l’animation en 2016

 

 

Exportação

Fonte: CNC, Le marché de l’animation en 2016

 

FESTIVAL DE ANNECY/MIFA

 

O Festival Internacional do Filme de Animação de Annecy é referência mundial no setor. Criado em 1960, o evento movimenta anualmente a região de Haute-Savoie, no coração dos Alpes. É um encontro especial para descobrir obras-primas da animação, acompanhar as tendências atuais e futuras, e encontrar diretores e talentos emergentes.

O Brasil tem sido bem representado nas últimas edições do festival, tendo recebido o prêmio máximo, o Cristal do longa-metragem, por dois anos consecutivos com os filmes Uma História de Amor e Fúria, de Luiz Bolognesi em 2013 e O Menino e o Mundo, de Alê Abreu em 2014. Em 2015, outro trabalho brasileiro, o curta Guida de Rosana Urbes, conquistou dois prêmios: o de melhor primeiro filme e o prêmio da associação de críticos franceses.

Em paralelo ao Festival, acontece o Marché International du Film d’Animation, ou MIFA, um evento imperdível da indústria do cinema de animação, que facilita coproduções, compras, vendas, financiamentos e a distribuição de conteúdo para todo tipo de suporte e divulgação. Na última edição, o MIFA contou com mais de 3 mil participantes.

 

ATUALIDADE: BRASIL HOMENAGEADO NA EDIÇÃO 2018 DO FESTIVAL

A animação brasileira foi homenageada no festival este ano, que aconteceu de 11 a 16 de junho de 2018. A produção do Brasil foi colocada em destaque tanto no festival, através de uma extensa programação de clássicos e obras contemporâneas, quanto no MIFA.

 

ESCOLAS

Não é de hoje que as escolas de animação da França são reconhecidas por seu alto nível. A mais antiga, Gobelins, criada em 1963 pela CCI (Câmara de Comércio e da Indústria) de Paris, inaugurou o curso de “Cinema de Animação” em 1975, atendendo à demanda dos estúdios de criação, que estavam rodando na época a série de filmes Astérix.

Atualmente, a escola oferece formações em animação, fotografia, design gráfico e motion design, design interativo, games, comunicação impressa e plurimídia, vídeo e som.  

Uma informação atraente para os estrangeiros: 43% dos estudantes internacionais da Gobelins são bolsistas.

https://www.gobelins-school.com/

Treze anos depois, em 1988, a CCI de Grand-Hainaut, na região de Valenciennes, fundou sua escola de animação, a Supinfocom, suprindo a necessidade das empresas locais de tratamento da imagem. Em 2001, foi criada a Supinfogame, escola de games. Ambas se juntaram em 2013, criando a Rubika, que goza de excelente reputação graças aos prêmios recebidos por seus alunos em festivais internacionais. A fama da escola fez com que um milionário indiano, DS Kulkarni, comprasse a licença da Supinfocom para criar uma filial em Puna, perto de Bombaim (Mumbai), mantendo inclusive os mesmos professores.  

 O sucesso das escolas francesas está relacionado principalmente aos seus laços estreitos com as empresas do setor. Em 2015, o grupo Rubika instalou uma nova sede em Valenciennes, com uma incubadora digital que reúne empresas, cursos de nível superior e pesquisa, todos em função da criação.

https://rubika-edu.com/

No ano de 1999 em Angoulême, a CCI criou a EMCA (École des Métiers du Cinéma d’Animation) d

TV - RÁDIO

Primeira rede mundial de televisão em francês, A TV5MONDE possui uma programação variada, incluindo notícias, documentários, filmes, e uma série de programas sobre estilo de vida, viagens, gastronomia, etc. É o terceiro canal global após a CNN e MTV.

O canal TV5MONDE Brasil tem mais de 50% de sua programação legendada em Português brasileiro.

http://www.tv5monde.com/

A France Médias Monde é uma empresa pública francesa que reúne a rede de televisão France 24, e as rádios RFI (Radio France Internationale) e MCD (Monte Carlo Doualiya). A empresa foi criada em 2008 para supervisar e coordenar as atividades das redes de TV e rádio francesas e francófonas no exterior. Primeiro grupo de mídia francês de informação internacional, France Médias Monde está presente no mundo inteiro, 24h, em todos os suportes: televisão, radio, internet, smartphones, tablets...

 

www.francemediasmonde.com/

  • RFI
    Primeira rádio francesa internacional de informação, a RFI transmite programas para o mundo inteiro, 24 horas por dia, em 13 idiomas – incluindo o português. Os programas em português da RFI para o Brasil são produzidos por uma equipe de brasileiros que vive em Paris. A redação também conta com uma rede de correspondentes presentes nas capitais de vários países.

http://pt.rfi.fr/

 

  • France 24

São quatro canais de informação contínua (em francês, inglês, árabe e espanhol) no ar 24 horas por dia (6 horas por dia em espanhol), 7 dias por semana em 333 milhões de lares espalhados pelos 5 continentes e 183 países onde ao menos um dos canais é distribuído.

http://www.france24.com/fr/

 


O Eurochannel é um canal de televisão por assinatura criado pelo Grupo Abril, no Brasil, em 1994.  Atualmente, conta com escritórios em Miami, Paris e Londres. O canal transmite 100% de programação europeia, com áudio original e legendas, 24 horas por dia. Está disponível em mais 200 operadores de TV por assinatura, transmitindo seus programas para toda a América Latina, EUA, Canadá, Portugal, Angola, Moçambique e Caribe. A programação oferece uma imagem animada e dinâmica da Europa, com filmes e séries, programas dedicados a eventos de moda, artes ou destinos míticos.

http://www.eurochannel.com/pt

 


A Euronews é o canal de notícias mais visto na Europa. Criado em 1993, o canal cobre a atualidade internacional a partir de uma perspectiva europeia, oferecendo notícias em vários idiomas e em todos os suportes (Web, Smartphones, Tv, Rádio, YouTube, Google Glass, Flipboard...), assim como nas linhas aéreas, cruzeiros e hotéis. Com 400 jornalistas e correspondentes de mais de 30 nacionalidades, a Euronews está disponível 24 horas por dia em 12 línguas (Inglês, Francês, Árabe, Russo, Alemão, Espanhol, Italiano, Português, Turco, Persa, Grego e Húngaro), alcançando a 400 milhões de lares em 155 países.

http://pt.euronews.com/

 A Agence France-Presse (AFP) é uma agência internacional de notícias que oferece informação rápida, confiável, imparcial e completa dos acontecimentos ao redor do mundo através de artigos, fotos, vídeos, e gráficos. A cobertura da AFP não tem limites, incluindo conflitos, política, economia, meio ambiente, saúde, esportes e tecnologia.

AFP-SERVICES
Contando com uma rede global de 250 cinegrafistas e 350 fotógrafos, a AFP-Services oferece uma combinação única de experiência em cobertura jornalística internacional e know-how em marketing – em todos os lugares, em todos os momentos. A AFP-Services beneficia-se diretamente dos recursos e da rede de sua matriz, a Agence France-Presse, uma das maiores agências de notícia do mundo.

https://www.afp.com/pt

 

RECURSOS PARA RÁDIOS

Francophonie Diffusion tem como objetivos difundir, promover e apoiar a comercialização das músicas e artistas dos países francófonos. Apoiando-se em uma rede de 200 rádios presentes nos 5 continentes, a equipe da Francophonie Diffusion defende o trabalho de artistas e produtores em 100 países, províncias ou territórios.

francodiff.org

Modelo original criado em 1993 por iniciativa dos profissionais franceses, o Bureau Export é uma estrutura de dimensão única na paisagem musical francesa e uma referência para os dispositivos de exportação de outros países. Sua missão é apoiar o desenvolvimento da indústria musical francesa no exterior, sejam músicas atuais ou clássicas. Para desenvolver sua ação, o Bureau Export dispõe de uma rede de 4 escritórios implantados em territórios estratégicos através do mundo (Alemanha, Reino Unido, EUA e Brasil), além da sede em Paris. Há mais de 20 anos, o Bureau Export iniciou, facilitou e impulsionou as carreiras de artistas franceses internacionalmente. Centenas de projetos de todos os estilos musicais se beneficiam anualmente de seu acompanhamento.

O escritório no Bureau Export no Brasil está localizado em São Paulo. Saiba mais aqui.

www.french-music.org

PAISAGEM AUDIOVISUAL FRANCES

  • Instituições
    CSA - Conseil Supérieur de l'Audiovisuel - Organismo de regulação do Audiovisual
    TVFI - TV France International - Associação dos exportadores de programas de TV franceses
    INA - Institut National de L'Audiovisuel- Gera os arquivos das principais emissoras da TV e Rádio, produz contéudos e propõe formações.
    CST - Commission Supérieure de l'Image et du Sons - Cuida da qualidade de produção e divulgação das imagens e do som (TV, cinema e outro mídia).

  • TV: Emissoras Públicas
    France 2 O principal canal de televisão público francês e o segundo mais visto na França. Grupo France Télévisions.
    France 3 Segundo maior canal de televisão público francês e um dos mais vistos na França. Grupo France Télévisions.
    France 4 "Novo" canal da TV digital com programação voltada para arte e música. Grupo France Télévisions.
    France 5 Apresenta principalmente programas educativos. Grupo France Télévisions.
    France Ô Canal da TV digital com programação dedicada aos departamentos franceses ultramarinos. Grupo France Télévisions.
    ARTE Rede de televisão franco-alemão com programação de qualidade no que se refere ao mundo das artes e da cultura.

  • TV: Algumas emissoras privadas
    TF1 Primeiro canal e grupo privado francês.
    Canal+ Canal por assinatura com programação voltada para cinema e desporte.
    M6 Terceiro canal mais visto.

  • Radio France
    Radio France é a empresa pública que administra as emissoras de rádio pública na França.

ATUALIDADE: DELEGAÇÃO FRANCESA NO RIOCONTENTMARKET 2017

Acesse o catálogo da delegação francesa participante do evento em 2017.